Após a decisão de ter um filho, a segunda etapa mais difícil é escolher um nome para o bebê. Isso porque, além das várias opções, ainda tem os palpites e sugestões da família e amigos, que querem fazer parte desse momento tão especial.

O fato é que a escolha de um nome para a criança é mesmo muito complicada. Afinal, ele será para a vida toda, o que não dá margem para errar. Por isso, a maioria dos pais quer ser original, mas sem cair na esquisitice. Ao mesmo tempo, eles querem um nome especial e carinhoso, que o filho tenha orgulho de ser chamado no futuro, até virar um adulto.

Mas, afinal, como escolher o nome do bebê em meio a essas inúmeras opções? Para te ajudar nessa decisão tão difícil, nós separamos 10 dicas essenciais, selecionadas por especialistas do mundo inteiro, para você começar a pensar em um nome para o (a) seu (sua) pimpolho (a).

Vamos lá?

Dica 1: Escolha um nome com significado especial

A primeira dica – e mais importante – é pensar em um nome para a criança que tenha um significado especial para os papais e mamães. Como ele é o “cartão de visita” para outras pessoas, imagine que o nome do seu bebê tenha que expressar algo positivo sempre.

Se você acha que o seu filho será uma pessoa inteligente, opte por colocar nomes ligados à sabedoria, sapiência ou cultura. Se você acha que seu bebê será um atleta, a dica é pensar em nomes ligados à força, agilidade e disciplina.

Dica 2: Decida se quer seguir a tradição familiar

Em algumas famílias, existe a tradição de passar um nome de geração para geração. Neste caso, se a sua é uma delas, é a hora de decidir se quer mesmo usar o nome herdado e se ele condiz com o seu real desejo de nomear o seu filho.

Vale lembrar que a decisão sobre o nome dos filhos cabe somente aos pais da criança, sem qualquer tipo de pressão. No entanto, se for um desejo dos pais seguir a tradição, mas, ao mesmo tempo, colocar outro nome no bebê, uma boa dica é usar o nome tradicional familiar como o do meio.

Dica 3: Combine o nome com o sobrenome

Se você tem um sobrenome comum, como Silva e Souza, a dica é buscar por nomes diferentes e originais para dar uma originalidade e associação perfeita. Procure na internet quantos homônimos (nomes iguais) existem com o nome que quer colocar no seu filho. Se a quantidade for muito alta, é melhor procurar outra opção.

Verifique também se há redundância ou cacofonia ao pronunciar o nome do bebê, como Fernanda Fernandes, por exemplo. Repita o nome escolhido em alto e bom som, por diversas vezes, para saber se está com algum desses problemas.

Dica 4: Imagine os futuros apelidos

Com certeza, você já deve ter reparados que alguns nomes levam apelidos comumente. Por exemplo, toda Beatriz vira Bia, todo Guilherme vira Gui e toda Luana vira Lú. Portanto, ao escolher o nome do seu bebê, pense em como ele será apelidado na escola e pelos amiguinhos.

Dica 5: Cuidado com nomes exóticos ou de celebridades

Pense bem antes de colocar o nome do seu filho para homenagear os seus ídolos ou colocar nomes muito estranhos. Há pesquisas que apontam que as crianças com nomes estranhos ou de celebridades são as que mais sofrem com brincadeiras de mau gosto na escola, principalmente durante a infância.

A dica é evitar os nomes muito exóticos ou de pessoas famosas, principalmente se elas ainda estiverem no auge da fama. Afinal, ninguém sabe como o ídolo, como a Madonna, por exemplo, vai terminar a carreira. Se for de uma forma negativa, provavelmente a criança será associada ao nome.

Dica 6: Considere a grafia

Se o nome que você escolher para o seu bebê tiver uma grafia muito complicada, é certo que ele terá que corrigi-la várias vezes durante a vida, seja na escola, na faculdade, no trabalho ou em outros lugares onde passar. Por isso, é importante que o nome da criança seja de fácil escrita ou, pelo menos, com pronúncia fácil de ser reconhecida.

Dica 7: Nomes fora de moda

Se você gosta de um nome que parece estar fora de moda e, mesmo assim, quer colocá-lo no seu bebê, fique tranquila. Em geral, os nomes que estão em desuso costumam voltar à moda quase sempre. Um bom exemplo disso são os nomes Joaquim ou Maria, que ainda estão no auge, mesmo sendo usados há muitos anos.

Dica 8: Cuidado com as iniciais do nome e sobrenomes

Antes de escolher o nome do seu filho, escreva-o junto com os sobrenomes em uma folha de papel e verifique se as iniciais formam outra palavra ou expressão indesejada. Poe exemplo, o nome Roberto André Torres Orsolin forma a rubrica “RATO”. Essa dica é muito importante, pois as rubricas costumam ser muito utilizadas em empresas ou cartões de crédito, dentre outros.

Dica 9: Verifique a sonoridade

É muito importante que você repita o nome do seu bebê várias vezes, em voz alta, para verificar a sonoridade e a combinação com os sobrenomes. Use as mais diversas entonações e velocidades para ver se o nome soa bem.

Dica 10: A hora do nascimento é importante

A hora do parto é cheia de grandes emoções! Por isso, ao pegar o seu bebê no colo pela primeira vez, olhe bem para o rostinho dele e aproveite para observar qual nome combina com ele. Neste momento, a dica é esquecer a opinião dos amigos e parentes e chame o (a) seu (sua) pimpolho (a) como sentir que deve chamá-lo (a) naquela hora.

Ideias de nomes

Nomes para Meninas

Os nomes femininos mais populares no Brasil são: Maria, Ana, Francisca, Antonia, Adriana, Juliana, Marcia, Fernanda, Patrícia e Aline. Caso você esteja procurando um nome um pouco diferente, confira abaixo algumas sugestões:

Clique aqui e confira todas as ideias de nomes femininos.

Nomes para Meninos

Os top 10 nomes masculinos mais populares são: José, João, Antonio, Francisco, Carlos, Paulo, Pedro, Lucas, Luiz e Marcos. Abaixo nós listamos algumas outras sugestões:

Clique aqui e confira todas as ideias de nomes Masculinos.

Nomes Bíblicos para seu Bebê